6 de dez de 2009

Château Coucheroy Pessac-Léognan 2002

Nossa, há tanto tempo não posto um comentário aqui que está até parecendo que parei de vez. Na verdade, só parei de escrever nesses últimos mêses, mas não parei de tomar vinho nem por um dia!


Hoje mesmo, estou tomado um Bordeaux delicioso. Um Pessac-Léognan 2002, do Château Coucheroy. É um vinho muito bom, equilibrado, muito elegante e delicado.

Na verdade, Pessac-Léognan é sinônimo de elegância entre os Bordeaux, um vinho muito mais delicado do que seus irmãos do Médoc, região que fica logo ao lado. Essa denominação fica na grande área chamada de Graves de Bordeaux, provavelmente a região vinícola mais aintiga da França.

Graves quer dizer cascalho, e é exatamente assim que se apresenta o solo ali. Ou seja, boa retenção de calor no solo e muito escoamento de água, fazendo com que a pobrezinha da vinha tenha realmente muito trabalho para se alimentar. O resultado é um fruto muito rico, dando um vinho cheio de aromas interessantes, tanino da fruta bem presente e acidez boa.

Esse Pessac é um corte meio a meio de Cabernet Sauvignon e Merlot. Diferente, não? O resultado me agradou demais, estava muito bom servido só, e depois acompanhou de maneira excelente um pizza leve, de mussarela.

Não comprei aqui, não sei quanto custaria no Brasil...

O que mais gostei? Do equilíbrio perfeito, da elegância desse grande vinho!

Um comentário: